PIRANHAS CANINDÉ RIO SÃO FRANCISCO

É, não é que chegamos. Depois de percorrer os últimos 14 km em estrada de terra (no mapa está asfaltada), com um Sol de rachar, uma vegetação totalmente seca deste sertão alagoano, a Cecilia viu e se banhou no tão amado rio São Francisco.

Distâncias e marcações erradas das estradas…

Como já dito, eu já conhecia, vim aqui em 2009 com o MotorZen,. Naqueles dias havia talvez umas três pousadas, raros passeios, turistas muito poucos. Piranhas, Alagoas era uma cidade pacata e acolhedora.

Hoje, esqueçam isso. Putz, em Piranhas/AL e Canindé/SE deve ter mais de 100 pousadas, dezenas de embarcações fazendo passeios, helicóptero fazendo igualmente. E o mais importante, o rio secou muito, muito mesmo!!!

Por sorte, e propositalmente chegamos numa segunda-feira logo após a semana santa, ou seja; praticamente zero de turistas. Mas me assustei com a transformação que houve aqui em poucos anos.

Claro, boa parte dos que eram os pacatos moradores hoje pensam em $$$ quando vem alguém de fora. Afinal, essa é a regra dos que sobrevivem e servem aos turistas. Nós, como Viajantes conseguimos coisas diferentes. Quem vai querer dinheiro de Viajante? Viajantes trazem vida e não $$$.

Essa é uma região linda do rio São Francisco, não faltam atrativos a se conhecer, e nós fomos conhecer coisas meio estranhas, por caminhos estranhos… Meu irmão/irmã, cada doidura fizemos aqui, a Cecilia não é brincadeira, a pequenininha é muito forte.

Para não subirmos 4 km – empurrando as bicis – e descermos 5 km pelo asfalto, optamos por uma descida radical de 1 km por um caminho maluco, já em Piranhas, rumo a ponte.

Tanto Canindé/Sergipe, quanto Piranhas/Alagoas nos trouxeram dias muito legais. Dormimos vendo as estrelas num pequeno parque aquático a beira do rio São Francisco.

Ob. Em 2009 era um restaurante simplesinho (foi onde paramos o MotorZen). Hoje têm vários restaurantes no local com piscinas e tudo mais. Incrível a mudança.

Divisa de Alagoas com Sergipe

Rumo a Canindé/Sergipe.

Em Canindé, além das coisas legais que vimos o Silva e família nos receberam em sua casa com uma hospitalidade ímpar.

Subida (empurrando) de 3 km para ver o outro lado do rio São Francisco, sobre a barragem da usina de Xingó

Se fosse dizer algo diria: Piranhas, Canindé, cidades as margens do rio São Francisco sofrem o que sofreram todos os locais que foram divulgados. Para quem curte local turístico, cheio de atrativos para turistões aqui é o paraíso. E para Viajantes que curtem a natureza digo, aqui continua lindo!

VAI GOSTAR DE LER...