VIAJANTES DE VELEIROS

Por: Emma Herrera

Meus queridos

Apesar da interessante experiência vivida navegando, não senti nenhuma pena de abandonar o lugar onde estávamos ancorados na ilha de LABUAN.

veleiro

Como já escrevi em outra postagem que estivemos vivendo a bordo, não sinto especial predileção por este tipo de vida nas marinas, que é onde se passa a maioria do tempo os navegantes.

veleiro viajar

Certo que encontras gente interessante e agradável, porém em geral o ambiente é demasiado elitista e fechado. O contato com o exterior está limitado e quase absolutamente qualquer conversação gira em torno a veleiros, iates e catamarãs.

viajar veleiro china

Invejas e arrogância em alto grau, de muitos que se creem que são melhores que os outros por possuir algo…. Muito presumido no mundinho. Assim a primeira pergunta quando cruzas com alguém será: Qual é teu barco??? Isso mascara as diferenças.

viajar veleiro tailandia

Contrariamente ao que se pode pensar, não é uma vida tão aventureira, em geral todos seguem a mesma rota, compartem das informações e cada detalhe está perfeitamente controlado. Além de sentir uma preocupação exagerada com o barco, algo que para mim é incompatível com a liberdade… Assim que é normal encontrar as mesmas caras nas chegadas e novos portos que se desloca.

marina malasia

Percebe que não gostam de ficar longe dos seus barcos, desta forma encontra muitíssimos deles que dão a volta ao mundo sem conhecer nada mais que as bases navais donde ancoram. Quando muito se separam de seu transporte os metros que os distancia do lugar de compra de reposição dos víveres.

comida viajante