VIAJANTES NA ATUALIDADE

Quem são os Viajantes na atualidade? Por onde viajam, o que querem?

Há centenas de postagens aqui no UV que fala sobre o que é a mente de um Viajante, pois, no final, todos se parecem. São os Zés Manés que não dão bola para nada deste mundo, apenas amam o seu viver…

No passado, os Viajantes saiam a explorar novas terras, assim faziam tanto por terra como por mar. Tinham por objetivo o descobrir o novo. O novo para eles, pois já haviam moradores aonde chegavam. E isso era a sua diferença: Onde chegavam tinham que se submeter a novos costumes, a habitação possível, novas comidas, e tudo mais. Essa é uma das marcas dos Viajantes, aceitar o que virá sem saber ao certo o que encontrará.

Havia os que viajavam para visitar seus familiares, amplamente relatado em vários livros antigos. Esses iam e voltavam a seus lares após se confraternizar.

Na história mais recente, após a década de 1950 começou a ser divulgado um novo tipo de pessoas que querem viajar: Os turistas. Esses tem por objetivo conhecer locais que lhes são indicados e com condições que eles acreditam ser básicas para o seu bem estar. Exploram o que lhes é dito.

Os anos 1960 e 1970 ficou marcado pelo movimento hippie, onde, jovens saiam pelo mundo em busca de novas experiências e locais inóspitos no planeta. Levavam uma bagagem simples e com o passar dos anos perceberam que uma forma de facilitar as suas aventuras era o transporte via uma mochila.

1980 e 1990 esses jovens começaram a ser chamados de mochileiros devido ao uso deste estilo de bagagem. Foram os divulgadores da maioria dos points atuais turísticos no mundo conhecido. Entretanto quando ali estiveram viveram realidades bem diferentes das atuais. Eles adoram explorar o desconhecido, dormir na natureza, ficar na casa dos moradores locais, comer o que tinha, não tinham tempo para retornar, tomar banho quando desse, com pouca comunicação com familiares e amigos.

Hoje o turismo é a forma como as pessoas acreditam ser a sua forma de conhecer os locais, nada a ver com os Viajantes de ontem e hoje: Eles vão e voltam com a intenção de encontrar o seu conforto aonde chegam. Quando muito um pequeno esforço físico (para não se sentirem tão humilhados perante a história).

Outro dia vi num site de mochileiros, desses de escolados para bundões, dizia assim:

Erros que todo mochileiro cometem antes de viajar:

1) Esquecer de fazer a reserva no albergue/hostel.
2) Esquecer de pesquisar onde estão os restaurantes mais baratos.
3) Deixar de fazer um passeio conhecido do local por falta de planejamento.
e, etc., etc., etc….

AFFFFF!!!! – E ainda se creem Viajantes….

O UV sempre disse que mochileiros são pacoteiros com menos dinheiro, nada mais que isso. O dito mochilão é o turistão. Só que nos dias de hoje, até eles estão sumindo, pois estão assumindo de vez sua verdade, ou seja, fazem um pacote e ponto.

Caravanistas, pacoteiros, mochileiros, expedicionários, todos são turistas, e nada sabe sobre a Alma Viajante, suas histórias, o que lhes levava e os leva a viver uma vida viajando e se sujeitar as realidades por onde passam = Sempre no incerto.

Depois dos anos 2000 o turismo dominou a mente do ser humano atual. Quem sabe mais uma forma de amenizar a sua depressão vivida no dia a dia (quem comanda sabe para onde direcionar as mentes), por isso precisa turistear, mas jamais ser um Viajante. – Sabe, aquele boi que coloca o pescoço para fora da cerca para comer o capim do outro lado da fazenda… mais ou menos isso!

E cadê os Viajantes da atualidade?

São raros, raríssimos. Não que esteja tudo explorado, muito pelo contrário. Haja vista que, a Cecilia e Eu passamos nesta nossa viagem de bike e estamos conhecendo dezenas de locais desertos, sem nada de divulgação, com somente os moradores locais e nada de hotéis/pousadas.

Aonde tenho observado Viajantes é nas bikes. Longe desse pessoal que se equipa e fica fazendo o dito ciclo turismo, esses são mais um seguimento da propaganda a ser seguida (modistas).

O que tenho visto é que em cima de uma bicicleta muitos tem saído por ai, sem tempo, sem destino certo, se sujeitando a tudo em nome de viajar. O único objetivo é viver viajando.

Edu e seu amigo Viajante Francês = Pegou carona num veleiro da África do Sul a Salvador e está pedalando pelo América do Sul, depois de ter viajado toda a costa leste africana…

Sei também de alguns velejadores. Já o pessoal de motorhome, infelizmente para o Universo dos Viajantes estão quase todos “presos” a rotas e Facebook, o que os torna turistas, mesmo eles querendo se intitular Viajantes.

A Arte de Viajar se renova, os Viajantes tem uma mente muito mais eficaz do que os turistas podem imaginar, haja vista que, eles pouco querem se misturar com esse tipo de pessoa. Viajantes são egocêntricos, e tem seus motivos.